Início > ATUALIDADES, MEDICAMENTOS, O FARMACÊUTICO, REGULAMENTAÇÕES > A ANVISA e os anorexígenos.

A ANVISA e os anorexígenos.

Durante toda a semana vários meios de comunicação falaram sobre o debate que a ANVISA organizou para discutir o futuro dos anorexígenos no País, era tanta informação que ficou até dificil de acompanhar tudo. Muitos profissionais abraçando opiniões diferentes, expondo argumentos, citando casos pertinentes e no meio de tudo isso a ANVISA tentando chegar a algum lugar.

 

Para tentar centralizar o assunto, a própria instituição criou um Hotsite sobre inibidores de apetite. O site é excelente, tem diversos textos, histórico sobre as decisoes referentes aos inibidores, entrevistas, artigos, notícias e etc…

Li diversos artigos sobre o assunto na internet, coloquei aqui 3 citaçoes para que possam ver que o assunto é muito mais complexo do que imaginamos e que esse assunto ainda dará “ muito pano pra manga”….

 

De um lado, a ANVISA se vale de estudos publicados em periódicos especializados, inclusive internacionais, para argumentar fragilidades na segurança e eficácia dos medicamentos. De outro, sociedades médicas valem-se de sua experiência empírica, nos consultórios, para atestar a eficiência do tratamento com esses mesmos medicamentos no controle da obesidade de seus tantos pacientes.

( Rosana Castrolink do artigo)

 

Resta saber se o consumo destes produtos tem sido feito para atender aquela parcela da população que não responderia satisfatoriamente as formas consideradas mais saudáveis e mais seguras de tratamento, dieta e exercícios físicos e ainda para aqueles que não se recomenda a cirurgia.

Entretanto, os números parecem indicar o uso indiscriminado destes produtos possivelmente até por pacientes que não teriam indicação terapêutica. Neste caso, a solução poderia ser um maior controle, sobre a utilização destes medicamentos, por parte da Anvisa na perspectiva da prescrição, da dispensação e do uso mais racional destes medicamentos. Para isso, faz-se necessária, entre outras medidas, uma ação estruturante da assistência farmacêutica em todo o país.

(Célia Chaves – link do artigo)

 

Os anorexígenos causam redução modesta de peso corporal, que não é mantida com a interrupção do tratamento. Além disso, não há evidências de que a redução adicional de peso obtida com o tratamento farmacológico diminua a morbi-mortalidade associada à obesidade. A ausência de evidências consistentes de eficácia, aliada aos severos efeitos adversos centrais e cardiovasculares observados com a sibutramina, femproporex, mazindol e anfepramona, tornam insustentável a manutenção desses medicamentos no mercado.

(Francisco José Roma Paumgarttenlink do artigo)

No site que a ANVISA fez para o assunto, existem mais textos interessantes…para ficar por dentro do assunto, só indo lá mesmo e acompanhar…

vamos aguardar e ver o que será decidido ne?!

Boa semana!!

 

Anúncios
  1. Alexandre Faverani
    23/07/2011 às 19:16

    Pois é pessoal como sempre estamos esperando uma resolução que mudará pra sempre o futuro e interferirá na vida de centenas não milhares tambem não mas na de milhões de pessoas.
    Acho que antes de proibir deveriamos tomar mais cuidado com a exposição e comercialização do álcool que mata muito mais que os anorexígenos,que para um paciente que não pode fazer exercícios por varias causas uma é financeira outra por doenças degenerativas proibindo sim locomoção e pratica de exercícios.COMO ESTA PESSOA PERDERÁ PESO SEM OS MODERADORES….
    Será que o direito de uma pessoa em plena sanidade mental nao é valida.
    Vou tomar ou não vou tomar moderador,não poderia ser um direito de ir e vir.
    Bom acho que se podemos opinar e temos o livre arbítrio de escolher marcas e rótulos também poderíamos opinar nesta (Imposição) deixem que as pessoas tenham seu livre arbítrio por favor pois sabemos que quando o governo tiver um plano que facilitará e dará academias de graça,produtos light que são tão caros,pães integrais que custam os olhos da cara,isso sim deveria ser um 1º passo para podermos ter um direito de escolha.
    Pois é penso que proibição é uma imposição sem volta,deixem as pessoas que verdadeiramente precisam tomar suas decisões.
    Quem quer fumar entra em uma padaria e compra o cigarro,toma suas bebidas alcóolicas e saem matando inocentes no transito , pois podem entrar e fazer o que querem porque uma pessoa melhor dizendo um paciente nao pode procurar um endocrinologista e tomar moderador depois de fazer varios eletros,exames de sangue, esteiras ,pressao arterial lógico pois quem passa num endocrinologista tem que ter um acompanhamento de um cardiologista esse é o correto mas será que proibirão o correto????pois é espero que isso tenha mais controle mas que nao proibam nao pois gostariamos de poder escolher o que achamos ser melhor para cada um…..

  2. 11/07/2011 às 11:20

    16 02 11…….A Agencia Nacional de Vigilancia Sanitaria Anvisa realiza na proxima quarta-feira 23 2 audiencia publica para discutir o cancelamento do registro dos medicamentos que contem sibutramina e dos anorexigenos anfetaminicos anfepramona femproporex e mazindol . Alem disso estudos indicam possivel aumento de risco cardiovascular entre todos os usuarios.Os medicamentos anorexigenos anfepramona femproporex e mazindol por sua vez apresentam graves riscos cardiopulmonares e do sistema nervoso central. Esses fatores tornam insustentavel a permanencia destes produtos no mercado mesmo se forem consideradas as melhorias ja implantadas no processo de controle da venda destes medicamentos.A nota tecnica da Anvisa destaca ainda que esses medicamentos nao sao comercializados em diversos paises desenvolvidos por serem considerados medicamentos obsoletos e de elevado risco aos usuarios.As novas evidencias cientificas aliadas aos dados obtidos por meio das acoes de vigilancia pos-mercado da Anvisa apontam para a necessidade de retirada dos inibidores de apetite do mercado brasileiro nao havendo justificativa para a permanencia destes produtos no pais.PolemicaA proposta da Anvisa ja disperta polemica conforme reportagem publicada nesta quarta-feira pelo jornal O Estado de S.Paulo. Para medicos endocrinologistas que atuam no combate a obesidade a medida e radical demais e vai deixar os pacientes sem opcao de tratamento ja que o controle da fome e da saciedade ocorre no cerebro destaca a reportagem.Para a Anvisa contudo os riscos do uso destes medicamentos superam os beneficios que eles podem trazer.

  3. 10/07/2011 às 16:35

    Ela estipula um prazo para o adequamento dos hospitais e ainda em 2010 esticou esse prazo. Essa resolucao tambem diz que a Agencia publicara um guia para auxiliar na criacao do Plano de Gerenciamento de Tecnologias em Saude e ate fevereiro teria que ter publicado essse tal guia.

  4. 04/07/2011 às 1:44

    16 02 11…….A Agencia Nacional de Vigilancia Sanitaria Anvisa realiza na proxima quarta-feira 23 2 audiencia publica para discutir o cancelamento do registro dos medicamentos que contem sibutramina e dos anorexigenos anfetaminicos anfepramona femproporex e mazindol . Alem disso estudos indicam possivel aumento de risco cardiovascular entre todos os usuarios.Os medicamentos anorexigenos anfepramona femproporex e mazindol por sua vez apresentam graves riscos cardiopulmonares e do sistema nervoso central. Esses fatores tornam insustentavel a permanencia destes produtos no mercado mesmo se forem consideradas as melhorias ja implantadas no processo de controle da venda destes medicamentos.A nota tecnica da Anvisa destaca ainda que esses medicamentos nao sao comercializados em diversos paises desenvolvidos por serem considerados medicamentos obsoletos e de elevado risco aos usuarios.As novas evidencias cientificas aliadas aos dados obtidos por meio das acoes de vigilancia pos-mercado da Anvisa apontam para a necessidade de retirada dos inibidores de apetite do mercado brasileiro nao havendo justificativa para a permanencia destes produtos no pais.PolemicaA proposta da Anvisa ja disperta polemica conforme reportagem publicada nesta quarta-feira pelo jornal O Estado de S.Paulo.

  5. 24/06/2011 às 22:06

    A questão da obesidade é complexa. Os inibidores de apetite funcionam para uma grande parcela da população com sobrepeso. O fato de a pessoa voltar a engordar não desqualifica a medicação. Hipertensos que suspendem a medicação que lhes é prescrita também vão voltar a ter sua pressão arterial aumentada. O mesmo acontece com pessoas que têm os índices de colesterol elevado – e que não diminuiem com dieta e exercícios – ou seja, apresentam colesteronomia. Este é meu caso, mesmo correndo 15 km por semana e com uma dieta muito saudável, meus índices de colesterol não baixavam. Preciso do medicamento para reduzir o colesterol pois tenho colesteronomia e a herdei de minha mãe – que tem uma alimentação excelente e é extremamente esbelta. Meu pai tem sobrepeso e seu colesterol LDL é de 150.
    Colesterol elevado, hipertensão e obesidade, quando males crônicos, demandam medicamento e não apenas mudança no “estilo de vida”.
    Os médicos não dizem para quem necessita de insulina que ele deve “apenas” mudar seu estilo de vida; eles indicam a mudança. mas sabem que a medicação é fundamental!
    O argumento de que as pessoas voltam a engordar se pararem de tomar sua medicação é cientificamente ridículo, bem como dizer que emagrecer apenas 10% “não é significativo” – ambos são citados pelos defensores do ponto de vista da Anvisa – que curiosamente não apresenta o ponto de vista de médicos especialistas a favor da manutenção dos medicamentos no mercado farmacêutico.
    Lembrem-se: são os médicos os sabedores da realidade de seus pacientes.
    Qualquer remédio pode ter contra-indicações, nem por isso ele deixa de ser benéfico a quem a eles responde de modo satisfatório.
    Tenho uma amiga que esteve na UTI em razão de forte hemorragia provocada por duas “singelas” aspirinas.
    A visão da Anvisa é extremamente preconceituosa, além disso, também não é cientificamente cabível citar Estados Unidos e Europa. Que se realizem estudos abrangentes no Brasil ou o país pretende continuar “macaco de imitação”?
    As pessoas com sobrepeso e as obesas devem ter seus direitos respeitados e o acesso às conquistas da medicina !

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: