Arquivo

Posts Tagged ‘drogaria’

Dia Internacional do Farmacêutico!!!


Olá Pessoal!!! Hoje é nosso dia internacional!!!! Parabens a nós Farmacêuticos que trabalhamos MUITO, temos que entender de tudo e nao somos justamente remunerados pra isso, mas…amamos ser farmacêuticos e temos orgulho disso ne?!!

O Conselho da FIP (Federação Internacional Farmacêutica) instituiu, por meio de votação realizada, no dia 28 de agosto de 2010 (sábado), 25 de setembro como o Dia Internacional dos Farmacêuticos. A decisão visa a dar uma unidade entre a categoria, no mundo inteiro.

A FIP está realizando, no Centro de Congressos de Lisboa (Portugal), o seu 70º Congresso, que tem por tema “Da molécula ao medicamento, com vista à maximização de resultados: uma viagem exploratória pela farmácia”. O evento vai até o dia 2 de setembro. O Presidente do CFF, Jaldo de Souza Santos, está, em Portugal, participando do Congresso.

Considerado o maior evento farmacêutico do mundo, o 70º Congresso da FIP reúne 3 mil profissionais e cientistas de 200 países. É, por excelência, um importante fórum de reflexão sobre os grandes temas da atualidade farmacêutica e de saúde em geral. Nele, são definidas as principais normas orientadoras que irão reger a profissão. O evento reúne 50 programas, cada um abordando diferentes assuntos em seminários, palestras, mesas redondas, workshops, fóruns, painéis, reuniões.

O Presidente vai defender, no Congresso, o fortalecimento da assistência farmacêutica, nos países sul-americanos. Ele defende a urgente a adoção, por parte das autoridades sanitárias do Continente, de políticas públicas que incluam os cuidados farmacêuticos no contexto da saúde pública.

Cita o “Curso de Aperfeiçoamento em Diabetes para Farmacêuticos”, oferecido pelo Ministério da Saúde, Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Conselho Federal de Farmácia, ADJ (Associação de Diabetes Juvenil) e outros órgãos, como exemplo de ação de saúde por meio dos serviços farmacêuticos. O curso vai capacitar 80 mil farmacêuticos de todo o Brasil, até o final de 2011, para que prestem cuidados a pessoas diabéticas.

Sobre o Congresso da FIP, Souza Santos declarou: “É a melhor oportunidade que farmacêuticos de todos os continentes tem para discutir a profissão, assimilar os avanços da ciência e apontar caminhos que levem à melhorias na saúde”. Sobre a decisão dos membros do Conselho da FIP, de escolher o dia 25 de setembro como o Dia Internacional dos Farmacêuticos, o Presidente do CFF explica que é uma forma de a categoria ter uma data para lembrar da profissão, no mundo inteiro, e fazer com que as sociedades, também, conheçam a profissão.

Fonte: Assesoria de Imprensa do CFF
Autor: Jornalista Aloísio Brandão

Em vários lugares ao mesmo tempo….

Olá Pessoal!!!

Dei uma sumidinha ne? É essa vida corrida!! Mas já to de volta!

E hoje vou falar sobre um assunto que me incomoda muito na profissão farmacêutica.

Farmacêuticos que “trabalham” ou “assinam” em vários lugares ao mesmo tempo.

Primeiro, todos sabem que tentar fazer três coisas ao mesmo tempo resultará em três coisas sem qualidade e com possíveis erros, falta de atenção e dedicação…etc…

Segundo, eu entendo que o salário não é milionário que as vezes ter dois empregos é necessario, mas temos que entender que somos profissionais da saúde! Temos que estar presente no estabelecimento que precisa de nossos serviços. Hoje, o que encontramos na maioria das drogarias é a ausência do farmacêutico e os balconistas e donos de drogarias atuando como prescritores, orientadores e conselheiros terapêuticos da população com o objetivo de vender mais medicamentos.

Só assinar e não estar presente é ILEGAL. Se o Conselho ou a Vigilancia aparecer no local ele será autuado. O fato do profissional farmacêutico aceitar esta situação deixa a atividade totalmente desmoralizada.

Sem contar o fato de que um farmacêutico ocupando cargo em três lugares diferentes, tira a oportunidade de outros que querem ingressar no mercado de trabalho e realizar um trabalho sério.

A dispensação é o ato profissional farmacêutico de proporcionar um ou mais medicamentos a um paciente, geralmente como resposta à apresentação de uma receita elaborada por um profissional autorizado. Neste ato ele informa e orienta o paciente sobre o uso adequado do medicamento. Se o farmacêutico não estiver lá para realizar este trabalho, como fica, não é???

Entao, farmacêuticos, não se esqueçam, nosso trabalho requer muita responsabilidade, façam com amor e atençao!!!

Por hoje é só gente!

Beijao

Thais

Farmacêutico é balconista?

Para começar esse incrível blog esclarecendo bem as coisas….

Sempre que me perguntam qual faculdade eu fiz, me deparo com uma cara de surpresa quando respondo: “Farmácia”. Mesmo sendo um curso que já existe há anos, muitas pessoas não fazem a menor idéia de que ele existe e pra serve. Algumas, logo ligam a profissão à matéria de química dos tempos de escola e já fazem “cara feia” ou acham que farmacêutico é balconista de drogaria.

Procuro explicar as diversas facetas que a profissão farmacêutica pode ter, como, por exemplo: em indústrias veterinárias, cosméticas, consultoria, garantia da qualidade, distribuidoras, ensino, registro de novos produtos, pesquisas, hospitais e muitas outras.

Realizando parte do meu estágio obrigatório da universidade em uma drogaria de bairro, pude ver, na prática, as funções do farmacêutico neste estabelecimento. Não apenas atender a pessoas doentes que não passaram por um médico anteriormente, decifrar receitar médicas, explicar o modo correto de se administrar o medicamento utilizado; Este profissional também é o contato direto da farmácia com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Ele deve reportar periodicamente a ANVISA a relação de medicamentos controlados e suas receitas, notificar irregularidades e possíveis efeitos adversos desconhecidos de medicamentos.

Por tratar-se de uma faculdade muito abrangente, a maior experiência na área vem mesmo na prática. Mas isso não desmerece os conhecimentos adquiridos durante o curso, através dele entendemos a importância q um farmacêutico tem perante médicos, instituições de saúde e indústrias.

Portanto, toda vez que for a uma drogaria ou a algum lugar que possua um farmacêutico responsável, lembre-se de que é ele que garante a qualidade e segurança de seu tratamento médico desde a fabricação do medicamento até sua utilização, e estará pronto para tirar suas duvidas a qualquer momento.