Arquivo

Posts Tagged ‘responsabilidade’

Acordo entre Anvisa e FDA.

Oi Pessoal!!!

Encontrei esta noticia na internet e achei de extrema importância, ela foi divulgada dia 24/09/2010 no site do ministério da Saúde.

Finalmente um acordo entre a ANVISA e o FDA foi realizado,  é o começo de uma grande evolução na vigilância sanitária! Quem está por dentro da área sabe como essas mudanças farão toda a diferença na realização de processos e registros. Leiam e comentem o que acharam ok?! Abraço.


A Anvisa e a agência americana FDA (Food and Drug Administration) firmaram, nesta quarta-feira (24), em Washington, acordo de confidencialidade para a troca de informações. Na prática, a medida contribuirá, por exemplo, para agilizar o registro de medicamentos, diminuir a necessidade de inspeções e acelerar a avaliação sobre a retirada de produtos do mercado.

O acordo é a primeira etapa para o reconhecimento mútuo entre as duas agências e envolve três áreas distintas: registro de medicamentos, equipamentos e produtos médicos; inspeções e vigilância pós-mercado.

“Isso tem um impacto brutal porque, se eu tenho acordos que me permitem reconhecer etapas já realizadas pelo FDA e vice-versa, ganho em rapidez, segurança, evito dispersão de recursos e sobreposição de trabalho”, afirmou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

O acordo permite a troca de todas as informações sobre registro de medicamentos entre as duas agências, o que não só facilita a liberação de venda do produto, como evita o retrabalho na análise da documentação das empresas.

Outra novidade é que as agências passam a reconhecer as inspeções realizadas pela sua correspondente no país estrangeiro. No caso de medicamentos, por exemplo, a Anvisa não precisará deslocar técnicos ao exterior para certificar as fábricas do produto. Basta que o produtor tenha a inspeção em dia com o FDA.

Anvisa e FDA passam, também, a trocar informações sobre a pós-comercialização dos produtos. Nas situações em que uma das agências identificar a necessidade de recolhimento de um produto do mercado, sua correlata estrangeira saberá da decisão automaticamente.

“Essa é uma tendência mundial. Na área da saúde são milhares as empresas em todo o mundo que devem ser visitadas. Se as agências tiveram uniformidade e unirem esforços, sem dúvida teremos abrangência bem maior”, disse o diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Raposo.

Na avaliação do ministro Temporão, o acordo com uma das duas mais importantes agências de regulação de tecnologia em saúde e vigilância sanitária do mundo expressa um reconhecimento da qualidade do trabalho desenvolvido pela Anvisa. Em maio deste ano, a OPAS (Organização Pan-americana da Saúde) certificou a agência brasileira como Autoridade Reguladora Nacional de referência. O próximo passo é o reconhecimento pela Organização Mundial da Saúde.

Fonte: ministério da saúde.

Anúncios

Dia Internacional do Farmacêutico!!!


Olá Pessoal!!! Hoje é nosso dia internacional!!!! Parabens a nós Farmacêuticos que trabalhamos MUITO, temos que entender de tudo e nao somos justamente remunerados pra isso, mas…amamos ser farmacêuticos e temos orgulho disso ne?!!

O Conselho da FIP (Federação Internacional Farmacêutica) instituiu, por meio de votação realizada, no dia 28 de agosto de 2010 (sábado), 25 de setembro como o Dia Internacional dos Farmacêuticos. A decisão visa a dar uma unidade entre a categoria, no mundo inteiro.

A FIP está realizando, no Centro de Congressos de Lisboa (Portugal), o seu 70º Congresso, que tem por tema “Da molécula ao medicamento, com vista à maximização de resultados: uma viagem exploratória pela farmácia”. O evento vai até o dia 2 de setembro. O Presidente do CFF, Jaldo de Souza Santos, está, em Portugal, participando do Congresso.

Considerado o maior evento farmacêutico do mundo, o 70º Congresso da FIP reúne 3 mil profissionais e cientistas de 200 países. É, por excelência, um importante fórum de reflexão sobre os grandes temas da atualidade farmacêutica e de saúde em geral. Nele, são definidas as principais normas orientadoras que irão reger a profissão. O evento reúne 50 programas, cada um abordando diferentes assuntos em seminários, palestras, mesas redondas, workshops, fóruns, painéis, reuniões.

O Presidente vai defender, no Congresso, o fortalecimento da assistência farmacêutica, nos países sul-americanos. Ele defende a urgente a adoção, por parte das autoridades sanitárias do Continente, de políticas públicas que incluam os cuidados farmacêuticos no contexto da saúde pública.

Cita o “Curso de Aperfeiçoamento em Diabetes para Farmacêuticos”, oferecido pelo Ministério da Saúde, Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Conselho Federal de Farmácia, ADJ (Associação de Diabetes Juvenil) e outros órgãos, como exemplo de ação de saúde por meio dos serviços farmacêuticos. O curso vai capacitar 80 mil farmacêuticos de todo o Brasil, até o final de 2011, para que prestem cuidados a pessoas diabéticas.

Sobre o Congresso da FIP, Souza Santos declarou: “É a melhor oportunidade que farmacêuticos de todos os continentes tem para discutir a profissão, assimilar os avanços da ciência e apontar caminhos que levem à melhorias na saúde”. Sobre a decisão dos membros do Conselho da FIP, de escolher o dia 25 de setembro como o Dia Internacional dos Farmacêuticos, o Presidente do CFF explica que é uma forma de a categoria ter uma data para lembrar da profissão, no mundo inteiro, e fazer com que as sociedades, também, conheçam a profissão.

Fonte: Assesoria de Imprensa do CFF
Autor: Jornalista Aloísio Brandão

Em vários lugares ao mesmo tempo….

Olá Pessoal!!!

Dei uma sumidinha ne? É essa vida corrida!! Mas já to de volta!

E hoje vou falar sobre um assunto que me incomoda muito na profissão farmacêutica.

Farmacêuticos que “trabalham” ou “assinam” em vários lugares ao mesmo tempo.

Primeiro, todos sabem que tentar fazer três coisas ao mesmo tempo resultará em três coisas sem qualidade e com possíveis erros, falta de atenção e dedicação…etc…

Segundo, eu entendo que o salário não é milionário que as vezes ter dois empregos é necessario, mas temos que entender que somos profissionais da saúde! Temos que estar presente no estabelecimento que precisa de nossos serviços. Hoje, o que encontramos na maioria das drogarias é a ausência do farmacêutico e os balconistas e donos de drogarias atuando como prescritores, orientadores e conselheiros terapêuticos da população com o objetivo de vender mais medicamentos.

Só assinar e não estar presente é ILEGAL. Se o Conselho ou a Vigilancia aparecer no local ele será autuado. O fato do profissional farmacêutico aceitar esta situação deixa a atividade totalmente desmoralizada.

Sem contar o fato de que um farmacêutico ocupando cargo em três lugares diferentes, tira a oportunidade de outros que querem ingressar no mercado de trabalho e realizar um trabalho sério.

A dispensação é o ato profissional farmacêutico de proporcionar um ou mais medicamentos a um paciente, geralmente como resposta à apresentação de uma receita elaborada por um profissional autorizado. Neste ato ele informa e orienta o paciente sobre o uso adequado do medicamento. Se o farmacêutico não estiver lá para realizar este trabalho, como fica, não é???

Entao, farmacêuticos, não se esqueçam, nosso trabalho requer muita responsabilidade, façam com amor e atençao!!!

Por hoje é só gente!

Beijao

Thais